Hilbert e a “Grande Purgação” na Universidade de Göttingen

Março 2, 2007


David Hilbert

A Universidade de Göttingen foi no Século XIX até o início do Século XX o principal centro matemático do mundo, tendo contando com nomes do tamanho de David Hilbert, Carl Friedrich Gauss e Bernhard Riemann. Em 1933, com a ascenção de Hitler ao poder, os nazistas promoveram um verdadeiro expurgo na universidade, afastando muito dos proeminentes membros da universidade, como Max Born e John Von Neumann, em o que posteriormente os nazistas chamariam de “Grande Purgação”. Por muito dos acadêmicos da universidade seram Judeus ou casados com Judias, os nazistas praticamente acabaram com a universidade, pondo fim ao legado de grandes matemáticos que surgiram em Göttingen desde Gauss.

Em 1934, Hilbert, único grande matemático a ainda permanecer na universidade, estava presente num banquete e sentou próximo ao o então ministro da educação, Bernhard Rus, que fez a seguinte pergunta ao eminente matemático:

– É mesmo verdade, Professor, que o seu instituto sofreu muito com a partida dos Judeus e dos seus amigos?

Ao que Hilbert respondeu:

– Sofreu ? Não, Herr Minister, não sofreu. Ele simplesmente deixou de existir.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: