Um trecho de Extinção de Bernhard

Janeiro 4, 2010

Estou lendo o romance Extinção – Uma Derrocada (Auslöschung – Ein Zerfall) de Thomas Bernhard. Prosseguindo com meu hábito de selecionar algum trecho que tenha me impressionado ou chamado atenção dos romances que leio e postar neste espaço, farei o mesmo com Extinção.

“Pouco a pouco temos de repudiar tudo, dissera a Gambetti no Pincio, pouco a pouco ser contra tudo, para muito simplismente colaborar com a aniquilação universal que temos em vista, dissolver o velho para no fim poder extingui-lo inteiramente em benefício do novo. O velho tem de ser descartado, aniquilado, por mais doloroso que seja esse processo, para possibilitar o novo, ainda que não possamos saber o que seja novo, mas que ele tem de ser, sabemos, Ganbetti, disse a ele, não há volta. Naturalmente, se pensarmos assim, temos todo o velho contra nós e portanto temos tudo contra nós, Gambetti, disse a ele. Mas isso não pode impedir nossa idéia de trocar o velho pelo novo que desejamos, de reduzi-lo a pó. Rejeitar tudo, dissera a Gambetti, repelir tudo, em última análise extinguir tudo, Gambetti.”

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: