Dois poemas de Carlos Pena Filho

Fevereiro 22, 2010

Como faz muito tempo que não posto nada relacionado à poesia neste espaço, resolvi postar dois poemas de Carlos Pena Filho (1929-1960), poeta recifense morto prematuramente aos 31 anos em um acidente de carro. Já postei por aqui o seu mais famoso poema, Soneto do Desmantelo Azul e por ora postarei outro soneto, Soneto, às Cinco Horas da Tarde e outro poema, As Dádivas do Amante.

As Dádivas do Amante

Deu-lhe a mais limpa manhã
Que o tempo ousara inventar.
Deu-lhe até a palavra lã,
E mais não podia dar.

Deu-lhe o azul que o céu possuía
Deu-lhe o verde da ramagem,
Deu-lhe o sol do meio dia
E uma colina selvagem.

Deu-lhe a lembrança passada
E a que ainda estava por vir,
Deu-lhe a bruma dissipada
Que conseguira reunir.

Deu-lhe o exato momento
Em que uma rosa floriu
Nascida do próprio vento;
Ela ainda mais exigiu.

Deu-lhe uns restos de luar
E um amanhecer violento
Que ardia dentro do mar.

Deu-lhe o frio esquecimento
E mais não podia dar.

A Solidão e Sua Porta
A Francisco Brennand

Quando mais nada resistir que valha
a pena de viver e a dor de amar
e quando nada mais interessar
(nem o torpor do sono que se espalha).

Quando, pelo desuso da navalha,
a barba livremente caminhar
e até Deus em silêncio se afastar
deixando-te sozinho na batalha

a arquitetar na sombra a despedida
do mundo que te foi contraditório,
lembra-te que afinal te resta a vida

com tudo que é insolvente e provisório
e de que ainda tens uma saída:
entrar no acaso e amar o transitório.

Belíssimos, não?
Até a próxima.

2 Respostas to “Dois poemas de Carlos Pena Filho”


  1. meus parente. eu condo vi suas poesias me enchi de esperança au saber que tenho parente tao distante enteligenti. que comove as peçoas di loje aucançi fiquei radiante, espero que vai corresponde , comigo preçiso conhecer melho eu tenh o perente para tadas parte do mundo quem sabe vç e um delis samos .todos origem de portugal


  2. eu tenho sertesa que samos ;parente pois assinamo o mesmo pena pois eu quero conhece ? pois achei suas poesias muito entereçante por isso entereçei escreve para vç manda mais noticia pois tenho muitos parente que eu nao conheço


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: